8 de julho de 2015

O Que Eu Assisti? - O Juiz


Olá amigos! Hoje trago-vos o drama que me fez chorar! E olhem que isso é um pouco difícil de acontecer. Com uma história cativante e emocionante, o filme que foi nomeado a um Óscar é: 
O Juíz.


Duração: 2h21min
Direção: David Dobkin
Elenco: Robert Downey Jr., Robert Duvall, Billy Bob Thornton, Dax Shepard
Gênero: Drama
Advogado de muito sucesso, Hank Palmer (Robert Downey Jr.) volta à cidade em que cresceu para o velório de sua mãe, que há muito não via. É recebido de forma hostil pela família e resolve ficar um pouco mais quando seu pai, veterano juiz, é apontado pela polícia como responsável pela morte de um homem que condenou há vinte anos. Mesmo não se entendendo com o pai, Hank debruça-se sobre o caso, mas os dois não conseguem conviver amigavelmente e a possibilidade de condenação aumenta a cada revelação.




Sabem aqueles filmes que são tão emocionantes simplesmente por retratar algo que pode acontecer e acontece na vida real? Este é um desses. Tudo começa com um telefonema avisando a morte de sua mãe e Hank Palmer logo se prepara para voltar à sua terra natal, à casa onde cresceu, para poder se despedir de sua querida mãe. Mas apesar de ser um advogado de sucesso, o seu casamento está desmoronando e a relação com o seu pai está de mal a pior. Depois de uma visita policial na sua casa, o seu pai, Joseph Palmer um juiz aposentado, é levado como suspeito de um assassinato por atropelamento de um dos homens a quem tinha condenado à 20 anos atrás e que recentemente tinha sido liberto. Sem nenhuma memória da noite do acontecido, Hank logo se disponibiliza para o defender mas contra a vontade de seu pai que faz de tudo para o ter longe.



 Em conjunto com um outro advogado, os dois começam a tentar reviver aquela noite descobrindo o que realmente teria acontecido. Para piorar tudo, o advogado da acusação é alguém que já tinha cruzado o passado de Hank e não teve uma boa experiência com ele, então além de querer colocar Joseph na prisão o caso torna-se pessoal para ele, querendo fazer de tudo para que percam. Não sabendo ele, irá fazer mais do que magoar Hank, irá desenterrar segredos emocionais do passado de pai e filho. Paralelamente ao caso, Hank tenta se aproximar de seu pai, tentando descobrir o porquê do relacionamento deles estar à tanto tempo condenado; reencontrando um velho amor, vai fazer uma viagem ao passado e tentar se lembrar das pequenas coisas que o faziam feliz antes de tudo mudar. Com cenas muitos tocantes e comoventes, vamos conhecendo o seu passado e muito é revelado.



Excelente filme, posso dizer que se tornou um dos meus favoritos, não só pela história fantástica e tocante, mas também pela escolha excepcional do elenco. Robert Downey Junior, interpretando o personagem principal, conseguiu encarnar com perfeição este homem tão profundo. Claro que ele já é conhecido pelas suas ótimas atuações em filmes como Homem de Ferro, Vingadores, Sherlock Holmes, Trovão Tropical e Um Parto de Viagem.
Robert Duvall ganhador de um Óscar, é Joseph Palmer, pai de Hank e pelas cenas que ele atua neste filme eu devo dizer que respeito imenso esse senhor. Os filmes pelo qual ele é conhecido são: O Poderoso Chefão, Bem-vindo ao Jogo, A Letra Escarlate e muitos outros. A sua carreira começou em 1956, então imaginem a quantidade de filmes e séries em que já participou.
Billy Bob Thornton, é o advogado da acusação chamado Dwight Dickham. Já devem ter ouvido falar nele por participações em séries como The Big Bang Theory e Fargo, e filmes como Escola de Idiotas, Tudo Pela Vitória e Controlo Absoluto. 
Dax Shepard faz de C.P. Kenned, o advogado de defesa que irá ser contratado para defender Joseph. Eu sou fã dele principalmente pelo seu humor que é demais. É famoso pela série Parenthood e filmes como Casamento em Dose Dupla e Uma Mãe Para o Meu Bebê.


Espero que tenham gostado de ler este artigo e que vejam este fantástico filme o mais breve possível! Aqui vos deixo o trailer:










Curta nossa Page no Facebook  ❤  Siga-nos no Instagram  ❤  Inscreva-se na Tv Portão Azul

5 comentários:

  1. Olá,
    Não conhecia essa filme, mas depois de ler sua resenha tão animada é difícil não ficar curiosa pela história, mesmo não sendo o tipo de livro que eu costumo ler, goste da dica.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Inês. A história é mesmo muito emocionante. É um excelente filme, de certeza que você irá gostar.
      Bjs

      Excluir
  2. Esse filme está na minha lista desde que saiu o poster com o RDJr, mas até hoje não vi, acredita? Não por falta de vontade. Até porque uma das minhas melhores amigas falou o quanto o filme é lindo e emocionante e me deixou ainda mais curiosa, só está faltando mesmo uma boa companhia. Mas não vai demorar muito para assisti-lo.
    Beijo

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cecília!
      Eu amo esse ator! Ele é demais e sempre consegue me fazer gostar da sua personagem rs
      O filme realmente é maravilhoso, eu tive uma grande surpresa porque não esperava que o filme fosse assim tão bom. De certeza que vais adorar!
      Beijo

      Excluir
  3. No começo eu não gostava, devo dizer que começa como uma história um pouco chato, então o resultado é interessante, O Juiz, é a realidade que existe entre algumas famílias, que é maior culpa, dúvida e mistério que o amor por um ente querido. Se você ainda não viu, eu recomendo-lo.

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo