23 de junho de 2014

O que eu assisti? A Culpa É Das Estrelas


Lindo, fofo, triste, engraçado... Ai, ai! 

Sinopse: "Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters, um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro."







Vamos por partes, a começar pela história. Quem leu o livro sabe que é bem triste, e o que a torna tão triste é sabermos que é a realidade de muitas pessoas. Mas o filme não se sustêm só na tristeza, não começa e termina o filme chorando, o início é muito divertido. O romance dos dois é divertido, é real. Os diálogos são inteligentes e tem algumas coisas simples que nos fazem suspirar. A trama é tão bem construída pra não deixar o clima pesado nas 2h de duração que as vezes você está chorando e acaba sorrindo ao mesmo tempo. Não é separado em duas etapas de "agora eu vou rir" e "agora eu vou chorar", as duas coisas se mistura, e isso que o fez tão bom, por que são duas coisas que as mulheres amam algo que a faça sorrir, mas também chorar, por que uma coisa só cansa.

Outro ponto de destaque é a forma como foi filmado. O que mais conta no filme são as expressões faciais dos atores e isso foi valorizado. Tem coisas que eles falam só com o olhar e esse era o foco o tempo todo. Pouco importava o cenário, se você me perguntar como era o quarto da Hazel eu não vou saber te responder por que a atriz prendeu a minha atenção nela o tempo todo. A única coisa que eu lembro é que tinha umas luzinhas legais que eu acho lindo, por isso que reparei.

O livro não foi o melhor que eu já li na minha vida, não cheguei a chorar. Fiquei um pouco abalada, lógico, mas não me arrancou lágrimas, até porque não li tudo de uma vez então acabava quebrando os momentos de muita tensão. Mas o filme não tem como, é incontrolável. Além da história ser linda, vem tudo de uma vez só pra cima de você, tem trilha sonora... enfim, tudo contribui para o que eu já sabia que ia acontecer! Chorei mesmo e dai?

Super fiel ao livro. Só uma personagem que eu notei a ausência, mas que também não era relevante para a história tomar o seu rumo. O livro não conta com muitos personagens mesmo, e não existe uma cena se quer sem um dos dois principais, sempre tem ele ou ela. Parece uma coisa lógica, mas se você assistir a outros filmes sempre tem uma cena por menor que seja sem nenhum protagonista.


Como já disse em outro post eu não ia com a cara da Shailene Woodley (Divergente), mas depois de "Divergente" eu fiquei apaixonada pela atuação dela, e em "A Culpa é das Estrelas" ela foi melhor ainda. Não vejo outra pessoa fazendo a Hazel tão bem quanto ela. O Ansel Elgort (Divergente) é um caso sério, tem hora que eu gosto, tem hora que não, ainda não descobri se ele é bom ou ruim, talvez não seja nenhum dos dois, apenas o papel certo, vai saber. Nesse filme ele foi perfeito. Estavam falando que ele não devia ser o Gus assim que saiu o elenco, mas caramba não precisa ser bonito quando é tão fofo desse jeito. E interpretou tão bem que me fez achar que ele é exatamente daquele jeito na vida real, é muito natural. A mãe da Hazel não tem um papel muito grande, mas isso não quer dizer que não é importante, pra dizer a verdade eu comecei a chorar com ela e a atriz Laura Dern fez muito bem, é uma mãe divertida, que sempre está do lado da filha e isso foi muito importante. Willem Dafoe (Homem-Aranha) interpreta um papel de quem eu tem um ódio profundo, Peter Van Houten, mas que no final das contas acabo perdoando por ser tão idiota. Nat Wolff (Noite de Ano Novo) foi o segundo que me fez chorar e também um dos que mais me fez rir no cinema, ele é muito engraçado, o personagem é engraçado então ficou perfeito. Acho que eu nunca falei tanto assim de um elenco por aqui.

E ai, hora de vocês falarem! Riram, choraram e saíram querendo mais do cinema?


Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!

10 comentários:

  1. Ai esse filme é perfeito! Estou com ressaca de amor por ele até agora.
    Um dos melhores filmes baseados em livros que já vi.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Mariana!

    Eu ainda não tive tempo de ir ao cinema ver o filme. E confesso que também estou já apreensiva por é muito triste.
    Jura que você não gostava da Shailene?! Nossa, eu adoro ela como atriz. Ela me conquistou em Divergente e não vejo a hora de ver ela aturando com Hazel. Eu vou assitir ainda essa semana! Tenho que assistir! Todo mundo falando tão bem...
    Juro, essa semana eu assisto.

    Bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gostava mesmo, passei a gostar justamente em Divergente! Mas agora também quero assistir tudo o que ela faz kkkk'

      Excluir
  3. Ainda não vi o filme, estou super ansiosa. O livro é perfeito

    cloudofdream.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que gostou do livro, assiste sim que você vai amaaar!

      Excluir
  4. Amei o filme e foi como você disse, enquanto você está chorando, também solta umas risadas :) Maravilhoso assim como o livro, achei o Gus muito bem interpretado.

    Beijos,
    Irradiando

    ResponderExcluir
  5. Olá :) Ótimo blog!
    Simplesmente amei a sua resenha do filme. *--*
    Eu quero muito assisti esse filme. :3
    Bjus...

    http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo