16 de junho de 2014

Em 45 minutos... "In The Flesh"

"In Te Flesh" (traduzindo ao pé da letra segundo o google fica "Na Carne") é uma série "nova", está na segunda temporada ainda e conta com poucos episódios.

Sinopse: "A trama acompanha Lieran, um adolescente morto que acaba sendo ressuscitado após o apocalipse zumbi. In the Flesh  mostra a reabilitação de zumbis para a sociedade feita pelo governo britânico. Kieran deve voltar a conviver entre os familiares e amigos das pessoas que ele literamente comeu, lidando com a culpa e tentando controlar seus instintos e impulsons canibalísticos. "











A trama começa com o personagem principal, que possui "síndrome do falecimento parcial", - o que pra nós é chamado Zumbi - em uma clinica de reabilitação. No universo que a série se passa, os mortos que voltaram a vida são considerados doentes, e é por isso que criaram essa clinica, para cura-los e os mandarem de volta para a sua família. Mas como qualquer sociedade tem um grupo de pessoas que não concorda e quer acabar com as pessoas que passaram pela clinica e voltaram para casa. 

De início achei a proposta da série meio louca, tudo bem que é um mundo pós apocalíptico e é loucura por si só, mas a ideia de que esses zumbis possam pensar, se controlar e viver no meio das pessoas de sua convivência antes de morrer parece meio (muito) estranho.

Então para assistir ao primeiro episódio fui sem isso na cabeça de que era impossível. E me surpreendi. Não é o melhor episódio piloto que eu já vi na minha vida (e é mais longo do que as outras séries, com uma duração de 56min), mas eu gostei muito da forma que eles retrataram isso. Pensando racionalmente quem toparia morar numa casa em que seu irmão morto parcialmente está andando por ai? Eu não conseguiria dormir pensando que pode dar um surto novamente e ele me atacar durante a noite.

Os zumbis reabilitados passam por uma série de  recomendações, tem que usar lente de contato, passar maquiagem e não comem comida normal. Como tem esse grupo de pessoas (que a própria irmã do protagonista faz parte) pelas ruas querendo mata-los eles são obrigados a ficar em casa, escondidos e correndo o risco de serem descobertos e mortos mais uma vez (isso ficou estranho).

A série já terminou sua segunda temporada, mas com pouquinhos episódios, dá pra assistir todos bem rapidinhos já que a primeira temporada possui apenas 3 episódios e a segunda 9. Eu só assisti o primeiro pra poder relatar a primeira impressão que a série deixa, mas com certeza vou assistir os outros.

O elenco é bem novo, tanto de idade quanto na tv. Eu pelo menos não conheço nenhum dos atores da série. O protagonista é vivido por Luke Newberry que é muito bonitinho apesar de ser um zumbi (e faz aniversário um dia antes de mim). Temos também Emily Bevan que não aparece no primeiro episódio, então não posso dizer nada por que não conheço a atuação. Como irmã do protagonista temos Harriet Cains que mandou muito bem nesse papel de uma garota não convencional. E por último, mas não menos importante, temos Steve Evets como o líder do grupo que é contra os zumbis voltarem a ser pessoas normais.





Falar dessa série é muito difícil por que não é muito conhecida, então não tem praticamente nada sobre ela na internet e o que eu achava era em inglês, que eu não entendo nada. Então desculpas por isso, mas eu queria compartilhar sobre ela mesmo assim.

E vocês? Aceitariam os zumbis reabilitados?

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!


2 comentários:

  1. Olá Mariana,
    Adorei a premissa dessa série. Gosto muito de seriados, mas, infelizmente, não tenho tempo de vê-los, isso me deixa muito chateada.
    Esse será mais um que vou adicionas à minha lista de seriados para ver.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comecei, mas não sei quando ou terminar também não kkkkk'

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo