7 de abril de 2014

O que eu assisti? Noé


Confesso estar com medo de escrever sobre esse filme dirigido por Darren Aronofsky. Receberam tantas críticas e tudo o mais, e eu ainda não me pronunciei sobre isso, essa é a minha vez. Vamos lá:

Sinopse: "Noé (Russell Crowe) vive com a esposa Naameh (Jennifer Connelly) e os filhos Sem (Douglas Booth), Cam (Logan Lerman) e Jafé (Leo McHugh Carroll) em uma terra desolada, onde os homens perseguem e matam uns aos outros. Um dia, Noé recebe uma mensagem do Criador de que deve encontrar Matusalém (Anthony Hopkins). Durante o percurso ele acaba salvando a vida da jovem Ila (Emma Watson), que tem um ferimento grave na barriga. Ao encontrar Matusalém, Noé descobre que ele tem a tarefa de construir uma imensa arca, que abrigará os animais durante um dilúvio que acabará com a vida na Terra, de forma a que a visão do Criador possa ser, enfim, resgatada."








Eu tive bastante spoiler do filme antes de assisti-lo, então meio que já fui preparada pelo o que poderia vir. Já que era praticamente unanime a opinião das pessoas ser negativa. Eu consegui enxergar os dois lados, a mentirada e o que é cinema, já que se seguisse a risca não teria tanto conteúdo pra preencher as 2h e 18min.

A primeira coisa que os cristãos tem que colocar na cabeça antes de ir assistir é que não é um filme evangelístico, o diretor se interessou pela história e fez um filme apenas baseado nela. Um filme evangelístico seria "Prova de fogo" e os demais do gênero que são muito bons. Então não vá achando que seguiu tudo o que está na Bíblia.

A Bíblia tem várias interpretações atualmente tanto que existem várias denominações, e esse filme é uma dessas ideias. Lógico que algumas coisas eles surtaram mesmo e mudaram o que está escrito na palavra como por exemplo, Cam e Jafé não terem esposas, isso é mentira já que em Gênesis 6. 18 está escrito: "Contigo, porém, estabelecerei a minha aliança; entrarás na arca, tu e teus filhos, e tua mulher, e as mulheres de teus filhos." Algumas pessoas tiveram a interpretação de que Noé era mal no filme, não é isso ao meu ver. Ele apenas acreditava que o Criador queria acabar com o homem e deixar só os animais. Na bíblia também não relata que era esse o pensamento dele e sim de procriar "Abençoou Deus a Noé e a seus filhos e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra." Gênesis 9. 1.

Essas foram apenas duas coisas erradas entre várias outras que tivemos. Agora "ignorando" isso a produção foi sensacional. Os atores muito bem escolhidos, os efeitos super bem feitos, ou seja, uma mega produção que vale apena assistir sim, eu gostei muito sem levar em conta todos os exageros e erros de interpretação cometidos.

Agora o que falar desse elenco? Muito bom, a começar pelo protagonista Russell Crowe (Robin Hood) como Noé e sua esposa Naameh por Jennifer Connelly. Seus filhos mais velhos lindos interpretados por Douglas Booth (Lola) e Logan Lerman (Percy Jackson) Sem e Cam respectivamente. Também aparece a fofíssima Emma Watson (Harry Potter) como Ila. Matusalém não é nada mais, nada menos do que Anthony Hopkins (Thor). Entre outros também que mandara muito bem.








Então é isso pessoal, espero que tenham entendido o meu ponto de vista e mil desculpas se conteve spoiler, sério, foi mal mesmo!

Eu sou a Mariana Storck e até a próxima!

4 comentários:

  1. Assisti esse filme ontem! Admito que fiquei beeeeeem incomodada com todas as mudanças na história de Noé, e se fosse levar em conta apenas a história, digo que não gostei do filme! Acho que se o diretor se propôs a fazer um filme sobre Noé... deveria ter sido mais fiel! Essa falta de fidelidade do diretor, levou as pessoas a darem tantas criticas negativas!
    Mas olhando pelo lado cinema, a produção é incrível! Os efeitos são perfeitos e o elenco foi suuuuuper bem escolhido! Amei todas as interpretações (Principalmente da Emma ♥)
    Beijos

    Blog Devolva Meu Clichê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu penso que se ele se propôs a fazer o filme ele pode fazer do jeito que ele quiser, por isso já fui meio que "conformada" que poderia ter muitos pontos diferentes do que realmente aconteceu!

      Excluir
  2. Eu acho que não tem como diretores fazerem uma história que siga completamente a risca o que foi escrito. Acontece com nossos livros favoritos, aconteceu com esse filme. Como você falou Mariana, a história é relativamente curta para um filme de 2 horas, certo?
    Acho que se tornaria chato se (tanto esse filme, como diversos outros filmes e séries baseados em livros ou histórias) seguisse tudo a risca e não houvesse nada de novo. Já conhecemos as histórias, queremos ação! ;)

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, só que muita gente não entendeu isso :/

      Excluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo