19 de outubro de 2013

Filme: A Menina que Roubava Livros


Olá amigos, hoje é sábado, que maravilha! Dia de descansar, ficar no computador, ler um bom livro e também dar uma olhadinha nas novidades do nosso blog favorito.
Trago-vos a novidade mais esperada para os fãs do famoso livro do australiano Markus Zusak: o filme do livro!



“ A Menina que Roubava Livros” que ficou 280 semanas na lista dos mais vendidos no New York Times e vendeu mais de 2 milhões de livros no Brasil sairá aqui no Brasil a 31 de Janeiro de 2014! A adaptação foi produzida pela Fox 2000 Pictures, adaptada por Michael Petroni, conhecido também pelo filme As Crônicas de Nárnia e a Viagem do Peregrino da Alvorada e o diretor Brian Percival que participou em 6 episódios em Downton Abbey. 
Conta com atores como Emily Watson (voz em A Noiva Cadáver), Geoffrey Rush
(Piratas do Caribe) e Sophie Nélisse de 13 anos (como a protagonista Liesel Meminger).



Assim como no romance homônimo a trama irá ser narrada pela Morte e irá se passar na Alemanha nazista, durante a Segunda Guerra Mundial. Liesel Meminger sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo, ela aprende a ler e partilhar livros com seus vizinhos, incluindo um homem judeu que vive na clandestinidade.


Para quem não conhece o livro aqui vos deixo a sinopse:


A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.



Aqui fica o trailer e tenham todos um bom sábado!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Editado por: Carolina Lopes • voltar ao topo